quinta-feira, 24 de abril de 2008

Ler e seguir sempre ...

" Procure os seus caminhos, mas não magoe ninguém nessa procura. Arrependa-se, volte atrás, peça perdão! Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário. Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte! Se perceber que precisa seguir, siga! Se estiver tudo errado, comece novamente. Se estiver tudo certo, continue. Se sentir saudades, mate-a. Se perder um amor, não se perca! Se o achar, segure-o!"



(fonte orkut de Alvinho)

sábado, 19 de abril de 2008

PARA ELAS, OU MELHOR, PARA TODOS NÓS!

É ter tempo.
Tempo para fazer nada.
Tempo para fazer tudo.
Tempo para dançar sozinha na sala.
Tempo para bisbilhotar uma loja de discos.
Tempo para sumir dois dias com seu amor.
Três dias.
Cinco dias!
Tempo para uma massagem.
Tempo para ver a novela.
Tempo para receber aquela sua amiga que é consultora de produtos de beleza.
Tempo para fazer um trabalho voluntário.
Tempo para procurar um abajur novo para seu quarto.
Tempo para conhecer outras pessoas.
Voltar a estudar.
Para engravidar.
Tempo para escrever um livro que você nem sabe se um dia será editado.
Tempo, principalmente, para descobrir que você pode ser perfeitamente organizada e profissional sem deixar de existir.

Tudo tem seu preço ...

Vivendo e aprendendo ...
Tempo de mudar...
Tempo de crescer...
Tempo de conviver ....
Tempo de nascer ...



quinta-feira, 17 de abril de 2008

BATE/VOLTA PARA A MICARETA DE FEIRA


A barca será neste sábado, dia 19 de abril, às 15:00hs em direção à Feira de Santana.

Local se saída: Posto Chaminé (ao lado do Mc Donald's do Rio Vermelho)
Horário da concentração para a saída: 15:00hs
Transporte: Topics Bate e Volta
Iclusos: Bebida (refrigerante, cerveja e vodka) na ida na Topic e abadá do Bloco Flexada
Valor: R$50,00 (por pessoa)

Contato: Emília Dykeman 71 99667752

quarta-feira, 9 de abril de 2008

SUCESSO


Amantes Cinzas



Agora que nós somos dois amantes, cinzas
Agora que o carnaval passou
Agora que nós somos duas partículas
Colombina e Pierrot, samba sou

Agora que nós somos dois amantes, cinzas
Agora que o carnaval passou
Agora que nós somos duas partículas
Colombina e Pierrot, samba sou

Ah!ah!ah!
Tchublac, Tchublic, Tchublic, Tchublic, Tchublá
Ah!ah!ah!
Tchublac, Tchublic, Tchublic, Tchublic, Tchublá
Ah!ah!ah!
Tchublac, Tchublic, Tchublic, Tchublic, Tchublá
Ah!ah!ah!
Tchublac, Tchublic, Tchublic, Tchublic, Tchublá

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Boa semana !!

O tempo cura...Mágoa passa...Decepção não mata...Hoje é o reflexo de ontem...Podemos chorar sem derramar lágrimas...Os verdadeiros amigos permanecem...A dor fortalece... Vencer engrandece...Sonhar não é fantasiar...A beleza não está no que vemos, e sim no que sentimos...O valor está na grandeza da conquista...As palavras têm força...Fazer é melhor que falar...O olhar não mente...Viver é aprender com os erros...Tudo depende da vontade...O melhor é ser nós mesmos...O SEGREDO da vida é VIVER !!!O AMOR é fundamental...E sonhar mantém a esperança e que a ternura e o carinho encantam a alma..."

II Só quem merece , fica ... quer? Faça por merecer




Presente de Jana lindaaa =]


Só quem merece , fica ... quer? Faça por merecer




No meu so entra quem lave a PENA


Recompensa errada 0,05


S.A.U.D.A.D.E


quarta-feira, 2 de abril de 2008

Aqui
Ana Carolina

Composição: Antônio Villeroy / Nado Siqueira

Aqui
Eu nunca disse que iria ser
A pessoa certa pra você
Mas sou eu quem te adora

Se fico um tempo sem te procurar
É pra saudade nos aproximar
E eu já não vejo a hora

Eu não consigo esconder
Certo ou errado, eu quero ter você
Ei, você sabe que eu não sei jogar
Não é meu dom representar

Não dá pra disfarçar
Eu tento aparentar frieza mas não dá
É como uma represa pronta pra jorrar
Querendo iluminar
A estrada, a casa, o quarto onde você está

Não dá pra ocultar
Algo preso quer sair do meu olhar
Atravessar montanhas e te alcançar
Tocar o seu olhar
Te fazer me enxergar e se enxergar em mim

Aqui
Agora que você parece não ligar
Que já não pensa e já não quer pensar
Dizendo que não sente nada

Estou lembrando menos de você
Falta pouco pra me convencer
Que sou a pessoa errada

Eu não consigo esconder
Certo ou errado, eu quero ter você
Ei, você sabe que eu não sei jogar
Não é meu dom representar

Não dá pra disfarçar
Eu tento aparentar frieza mas não dá
É como uma represa pronta pra jorrar
Querendo iluminar
A estrada, a casa, o quarto onde você está

Não dá pra ocultar
Algo preso quer sair do meu olhar
Atravessar montanhas e te alcançar
Tocar o seu olhar
Te fazer me enxergar e se enxergar em mim
Em mim... Aqui