sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Não tente me provocar, a sua raiva não me aborrece, só me preocupa, porque a raiva vai adoecer você.Não procure me ofender, eu cresci o bastante pra não ter mais dúvida sobre mim mesma.Não me chame pra briga, que eu não vou atender.O meu tempo é precioso e nele não cabe desavenças. Se você não gosta de mim e quer brigar, eu entendo,mas não conte comigo,eu estou ocupada sendo feliz. Se você gosta de mim e quer brigar, eu não entendo, mas aceito,só presta atenção pra não magoar ,isso sim, entristece.Venho me curando da vontade de brigar, desde que aprendi a calar.Então, se você gritar, só vai escutar o meu silêncio. Se seguir ofendendo, eu me retiro. Se insistir na raiva, que pena,só você vai sofrer. Ok, pode dar a última palavra, ganhe a disputa! Eu não me importo de ceder a vez. Eu escolho viver em paz.
Marilia Custodio

domingo, 14 de agosto de 2011

Você sempre soube o que quer , mas também não me deixa em paz, ou sera que meu coração que não está vivendo em paz ? ... =(

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

sexta-feira, 5 de agosto de 2011